| Início | Diretoria | Secretarias | Estatuto | Acordos | Serviços | Sindicalização | Links | Fale conosco |
 
Menu
História
Congressos
Documentos
Colônia de Férias
Jurídico
Esporte
Classificados
Você sabia?
Canal Aberto
Censo Étnico-Racial
Publicações
Plataforma
Bilhete
Jornal do Usuário
Carta Aberta
Informe Publicitário
Jornal da Colônia
Prestando Contas
Espaço Metroviário
Textos Literários
Espaço Aberto
Multimídia
Fotos
Vídeos
Áudios
Sindical
Fenametro
CSP - Conlutas
Intersindical
Unidos Pra Lutar
FGTS
Resoluções do 10 Congresso
Metroviarios no Facebook
twiter
tv dos metroviarios
O que é assédio moral?
Contra a violência as mulheres
Uma História de Resistência - 2a. edição
Campanha contra o skillo
Espaço Metroviário
 
Metroviários aceitam proposta do Metrô e encerram campanha salarial 2010
Com apenas um voto contrário e algumas abstenções, assembleia realizada nesta segunda-feira, 31/05, aprovou a proposta enviada pelo Metrô (com exceção dos itens que tratam do plano de carreira e equiparação salarial), e encerrou a campanha salarial 2010. Com isso, a greve de 24 horas programada para esta terça-feira, 1º de junho, está cancelada.

De acordo com a proposta enviada pela Cia., fica mantido o reajuste de 5,05%, conforme IPC-Fipe, com acréscimo do reajuste de 14,52% para o Vale Refeição, que também passa de 22 para 24 cotas por mês; mais reajuste de 11,85% para o Vale Alimentação. Já a Participação nos Resultados terá valor mínimo de R$ 3.600, sendo uma parcela fixa de R$ 2.783,83, mais 40% do salário nominal de cada metroviário.

A Cia. também propôs algumas medidas para equiparar o salário de companheiros que exercem as mesmas funções na manutenção, segurança e estações. Mas, mesmo assim, a assembleia deliberou que as mobilizações continuarão sendo feitas para que não existam metroviários com as mesmas atribuições, mas com salários diferentes.

É importante ressaltar que o Sindicato vai acionar o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), solicitando pedido de intermediação para acabar com a diferença salarial dos funcionários da Gerência de Manutenção (GMT) e da Gerência de Operações (GOP).


Plano de Carreira

O item da proposta que trata do Plano de Carreira foi o único rejeitado pela assembleia, porque não há um plano para ser avaliado pela categoria. A empresa entregou ao Sindicato apenas um resumo do plano que está na secretaria da Fazenda, com sua estruturação cheia de subjetividades.

A categoria continua reivindicando a totalidade do plano de carreira, e que este seja um mecanismo que possibilite ascensão profissional dos metroviários.


A proposta aprovada pela assembleia de 31/05


- Reajuste salarial de 5,05%, conforme IPC-Fipe.

- Reajuste de 14,52% para o Vale Refeição, (que passa de 22 para 24 cotas por mês).

- Reajuste de 11,85% para o Vale Alimentação.

OBS: Os valores serão reajustados de forma retroativa a 1º de maio. O pagamento da diferença do salário será efetuado no próximo dia 15 e dos demais benefícios no final do mês.

- Participação nos Resultados com valor mínimo de R$ 3.600, sendo uma parcela fixa de R$ 2.783,83, mais 40% do salário nominal de cada metroviário, com pagamento no dia 28/02/2011.

- Todo o acordo coletivo vigente também será renovado.



Saiba mais:

Conheça a carta proposta que encerrou a campanha salarial 2010.

Conheça a pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2010


 

Subir PDF PDF Imprimir IMPRIMIR E-mail ENVIAR
< Anterior   Próximo >

Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves sobre Trilhos no Estado de São Paulo

Sede: Rua Serra do Japi, 31 - Tatuapé  -  CEP 03309-000
Fone: (11) 2095-3600 - Fax: (11) 2098-3233
Sub-sede: Rua Cerqueira Cesar, 480, Santo Amaro. Atendimento: terças e sextas-feiras, das 9h às 17h, (fecha das 12h às 13h), fone: 7467-3841.

  sindicato@metroviarios-sp.org.br   Produção FH