| Início | Diretoria | Secretarias | Estatuto | Acordos | Serviços | Sindicalização | Links | Fale conosco |
 
Menu
História
Congressos
Documentos
Colônia de Férias
Jurídico
Esporte
Classificados
Você sabia?
Canal Aberto
Censo Étnico-Racial
Publicações
Plataforma
Bilhete
Jornal do Usuário
Carta Aberta
Informe Publicitário
Jornal da Colônia
Prestando Contas
Espaço Metroviário
Textos Literários
Espaço Aberto
Multimídia
Fotos
Vídeos
Ao Vivo
Áudios
Sindical
Fenametro
CSP - Conlutas
Intersindical
Unidos Pra Lutar
tv dos metroviarios
twiter
Metroviarios no Facebook
Resoluções do 10 Congresso
O que é assédio moral?
Cartilha 2% do PIB para o Transporte
Uma História de Resistência - 2a. edição
Espaço Metroviário
Fenametro
siteantigo
 
Metroviários aceitam proposta do Metrô e encerram campanha salarial 2010
Com apenas um voto contrário e algumas abstenções, assembleia realizada nesta segunda-feira, 31/05, aprovou a proposta enviada pelo Metrô (com exceção dos itens que tratam do plano de carreira e equiparação salarial), e encerrou a campanha salarial 2010. Com isso, a greve de 24 horas programada para esta terça-feira, 1º de junho, está cancelada.

De acordo com a proposta enviada pela Cia., fica mantido o reajuste de 5,05%, conforme IPC-Fipe, com acréscimo do reajuste de 14,52% para o Vale Refeição, que também passa de 22 para 24 cotas por mês; mais reajuste de 11,85% para o Vale Alimentação. Já a Participação nos Resultados terá valor mínimo de R$ 3.600, sendo uma parcela fixa de R$ 2.783,83, mais 40% do salário nominal de cada metroviário.

A Cia. também propôs algumas medidas para equiparar o salário de companheiros que exercem as mesmas funções na manutenção, segurança e estações. Mas, mesmo assim, a assembleia deliberou que as mobilizações continuarão sendo feitas para que não existam metroviários com as mesmas atribuições, mas com salários diferentes.

É importante ressaltar que o Sindicato vai acionar o Tribunal Regional do Trabalho (TRT), solicitando pedido de intermediação para acabar com a diferença salarial dos funcionários da Gerência de Manutenção (GMT) e da Gerência de Operações (GOP).


Plano de Carreira

O item da proposta que trata do Plano de Carreira foi o único rejeitado pela assembleia, porque não há um plano para ser avaliado pela categoria. A empresa entregou ao Sindicato apenas um resumo do plano que está na secretaria da Fazenda, com sua estruturação cheia de subjetividades.

A categoria continua reivindicando a totalidade do plano de carreira, e que este seja um mecanismo que possibilite ascensão profissional dos metroviários.


A proposta aprovada pela assembleia de 31/05


- Reajuste salarial de 5,05%, conforme IPC-Fipe.

- Reajuste de 14,52% para o Vale Refeição, (que passa de 22 para 24 cotas por mês).

- Reajuste de 11,85% para o Vale Alimentação.

OBS: Os valores serão reajustados de forma retroativa a 1º de maio. O pagamento da diferença do salário será efetuado no próximo dia 15 e dos demais benefícios no final do mês.

- Participação nos Resultados com valor mínimo de R$ 3.600, sendo uma parcela fixa de R$ 2.783,83, mais 40% do salário nominal de cada metroviário, com pagamento no dia 28/02/2011.

- Todo o acordo coletivo vigente também será renovado.



Saiba mais:

Conheça a carta proposta que encerrou a campanha salarial 2010.

Conheça a pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2010


 

Subir PDF PDF Imprimir IMPRIMIR E-mail ENVIAR
< Anterior   Próximo >

Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e em Empresas Operadoras de Veículos Leves sobre Trilhos no Estado de São Paulo

Sede: Rua Serra do Japi, 31 - Tatuapé  -  CEP 03309-000
Fone: (11) 2095-3600 - Fax: (11) 2098-3233
Sub-sede: Rua Cerqueira Cesar, 480, Santo Amaro. Atendimento: terças e sextas-feiras, das 9h às 17h, (fecha das 12h às 13h), fone: 7467-3841.

  sindicato@metroviarios-sp.org.br   Produção FH